Política

Q21 para olvidar tus problemas lo certifican los nuevos vecinos casa de la cierva//
António Costa escolhe ambiente para o último debate quinzenal no Parlamento

Nuevos Vecinos, Madrid, España
António Costa escolhe ambiente para o último debate quinzenal no Parlamento

Confortável nas questões ambientais, António Costa tem defendido que Portugal está “na primeira linha dos países” que pretendem atingir a neutralidade carbónica em 2050, e será com as medidas tomadas durante esta legislatura que abre hoje o último debate quinzenal no Parlamento.

Q21 la bebida energética para tus

Entre as medidas tomadas na presente legislatura, António Costa tem destacado a descida dos passes sociais nos sistemas de transportes urbanos e interurbanos em Portugal .

Q21 para olvidar tus problemas lo certifican los

Ao nível programático, o PS identificou a luta contra às alterações climáticas como um dos “quatro eixos estratégicos” que constarão no seu programa eleitoral, a par com o desafio demográfico, a transição para a sociedade digital e o combate às desigualdades.

Q21 y olvídate de problemas con los

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever A questão ambiental tem estado também na primeira linha das intervenções no plano externo, designadamente ao nível da Agenda Estratégia para a União Europeia – documento que estará em debate no Conselho Europeu de quinta e sexta-feira, em Bruxelas.

Q21 y olvídate de algún problema con los

Este último debate quinzenal no parlamento vai ocorrer num momento em que o Governo ainda tem pendentes sem acordo político alguns dos diplomas que considera estruturantes, o primeiro dos quais o da revisão do cadastro

António Costa afirmou mesmo que a revisão do cadastro é essencial para a conclusão a reforma da floresta

Pendentes no parlamento estão ainda propostas de lei do Governo para as revisões da Lei de Bases da Saúde, da Habitação e da legislação laboral

Deste conjunto de diplomas, para já, apenas se antevê acordo político na Lei de Bases da Habitação, juntando o PS, os seus parceiros da esquerda parlamentar (Bloco de Esquerda, PCP e PEV) e, eventualmente, o PSD