Política

Guarani sofre a quarta derrota seguida

Leandro Ferreira/AAN

éder Luis lamenta no Brinco: Guarani está há cinco jogos sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro e se afunda na zona de rebaixamento

Com gol do goleiro Wilson em cobrança de pênalti aos 46′ do segundo tempo, o Guarani perdeu para o Coritiba, por 1 a 0, nesta terça-feira (11) à noite, no Estádio Brinco de Ouro, e vai passar a Copa América na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Foi a quarta derrota consecutiva e a quinta partida sem vitória em oito confrontos na competição. Diante deste clima, a demissão de Vinícius Eutrópio é apenas questão de tempo e deve acontecer ainda hoje. O próximo jogo do Guarani, que ocupa a penúltima colocação, está previsto para o dia 13 de julho, contra o CRB, de novo em Campinas. Foi um primeiro tempo tenso em que o Guarani quase foi penalizado com um gol irregular por conta de um erro grotesco da arbitragem. Tudo começou depois de uma parada de bola para atendimento de um jogador do Coritiba, que estava machucado. Como a bola era de posse do Bugre, o juiz Leo Simão Holanda deveria devolver para o time campineiro, conforme determina a nova regra. Em vez disso, ofereceu para o jogador do Coxa recolocar em jogo — como era antes pelo fair play. Foi dado um chutão para frente e o atacante Rodrigão pegou, avançou pela direita e tocou no canto do goleiro Giovanni, que saía para fazer a defesa. Inicialmente, o árbitro (o mesmo da confusão no primeiro jogo entre Ponte Preta e Aparecidense pela Copa do Brasil) confirmou o gol. Mas, oito minutos depois de muita discussão, acabou acatando a indicação do quarto árbitro Daniel Bernardes Serrano e, corretamente, anulou o lance. Depois da polêmica, o Guarani melhorou e teve as melhores chances de abrir o placar. Aos 31′, Mateusinho bateu falta de longe e o perigo passou perto do travessão. Aos 46′, Armero recebeu de Éder Luis e mandou uma bomba de esquerda, que Wilson rebateu. A melhor chance surgiu aos 49′ depois que Ricardinho fez excelente passe. Davó, que sobrou livre na área, ficou de frente para marcar, mas Wilson rebateu muito bem e salvou o perigo. O Guarani começou bem o segundo tempo e teve mais iniciativa. Aos 18′, Armero fez cruzamento e Lenon completou, mas a bola subiu demais. Arthur fez boa jogada pela beirada do campo e cruzou na medida para Felipe Amorim, que cabeceou mal. O Coxa levou perigo real aos 40′ quando Igor Paixão mandou um foguete de esquerda. Giovanni se esticou e rebateu para escanteio. Quando o jogo caminhava para o empate, Bruno Lima fez falta em Nathan e o juiz indicou pênalti. O goleiro Wilson bateu com chute certeiro no canto oposto de Giovanni e garantiu a vitória do time visitante, aos 46’ do segundo tempo.