O Tribunal da Feira condenou hoje a oito anos de prisão, em cúmulo jurídico, um homem de 42 anos que confessou ter abusado de uma filha adotiva de 15 anos. O arguido estava acusado de 13 crimes de abuso sexual de menores dependentes, mas só foi condenado por oito. Durante a leitura do acórdão, o juiz presidente relatou que a ofendida disse que os abusos ocorreram quando o arguido a ia buscar à escola, entre os meses de fevereiro e abril de 2018.