O coronel Luís Vieira nega ter conhecimento do documento que o major Vasco Brazão diz ter entregado a Azeredo Lopes. O ex-diretor da Polícia Judiciária militar confirma, no entanto, ter tido uma reunião com o Ministério da Defesa, segundo avança o jornal Expresso.