As finalistas estão se preparando com tudo para a grande final do Garota JÁ , que será dia 17 de novembro, no Expo Dom Pedro. Confiança e garra não faltam para fazer as meninas conquistarem tudo o que desejam. Nicole Francini, que está realizando um sonho de criança, sempre pensa positivo e faz algumas pesquisas motivacionais. “Aquela conversa com a mãe ajuda muito e eu sempre procuro uma maneira de ver o lado positivo de tudo”, conta. Especialmente nesse momento do concurso, ela abusa dos pensamentos que a ajudarão a conquistar seu sonho de ser modelo. “Eu me lembro das noites que passei em claro, imaginando algo que eu consegui hoje”, lembra Nicole, toda motivada. A ficha da gata ainda não caiu, desde que chamaram seu nome para ser uma das 15 e, agora na final, promete continuar arrasando. “Eu vejo vídeos de postura, de como agir e como andar na passarela, mas se preparar mentalmente é fundamental”. No final de semana das palestras do Cândido Ferreira, Nicole não conseguiu comparecer, mas está feliz. O Garota JÁ promove primeiras experiências para as meninas, como é o caso da Isabelle Mello. A gata cacheada nunca tinha ido num salão e só teve essa oportunidade com o concurso. “Nunca achei que tivesse necessidade, mas depois da hidratação e do corte, amei o resultado final”, lembra. Também novata na passarela, abusou da autoconfiança na semifinal e deu o seu melhor. “Nunca havia sentido isso na minha vida, foi uma emoção enorme”. Desde o começo, Isa sempre recebeu apoio da família e dos amigos. “Não me senti sozinha em momento algum e, mesmo os que não puderam estar lá, me mandaram mensagem de apoio”. Até o dia da final, está seguindo as orientações da Huguette Gallo, uma das organizadoras, e desfila bastante de salto para treinar; além de um amigo que também está ajudando para a hora da passarela. Outra que ficou surpresa quando soube que passou na primeira eliminatória foi Danielly Barreto. “No dia da semifinal, eu tava nervosa, mas fiquei mais tranquila quando comecei a ensaiar com as meninas”, lembra. No momento da passarela, sentiu-se realizada. “Foi um misto de sensações e uma felicidade imensa em estar lá em cima”, conta emocionada. Por ser comunicativa, mas ter vergonha na hora de falar em público, aproveitou muito bem as palestras oferecidas, em que ensinaram a não gaguejar. “O concurso tá ajudando a gente na nossa vida e vamos usar pra tudo, tanto na faculdade, quanto no trabalho”. Dani está amando e fala que, depois do concurso, ainda quer manter contato com todo mundo. “Eles estão preparando tudo com muito carinho e estão ensinando a gente a viver”, agradece. Foto por: Leandro Ferreira Foto por: Leandro Ferreira Foto por: Leandro Ferreira Exibir legenda 1 100 Nicole Francini. Isabele Mello. Danielly Barreto.