Apesar desta moda não ser recente – em 2011 já haviam relatos destes ‘acessórios’ -, ao que parece o negócio de vender animais vivos dentro de pequenas bolsas de plástico na China parece continuar de ‘vento em popa’.  Na China, apesar de gerar revolta junto dos amantes de animais, continuam a ser vendidos animais vivos como porta-chaves. Estes ‘acessórios’ são pouco maiores do que a palma de uma mão e o negócio tem vindo a desenvolver-se cada vez mais. Peixes, tartarugas e outros animais aquáticos são embalados e vendidos por um euro e 30 cêntimos nas ruas da China.  Dentro da embalagem há apenas algum oxigénio e nutrientes necessários para se manterem vivos por alguns dias. Quando morrem são postos no lixo.  Vários ativistas reúnem esforços para banir o negócio, no entanto, a contínua compra destes acessórios por turistas contribui para que se perpetue.